Navios Fantasmas – Vamos conhecer a história do navio Baychimo

Este navio foi construído em 1911, era uma embarcação comerciante usada ao longo das rotas do noroeste do Canadá. A Grã-Bretanha ganhou este navio da Alemanha como parte das reparações de guerra. A última viagem do Baychimo foi em outubro de 1931 transportando uma carga de peles. A embarcação encalhou e congelou ao largo da costa da cidade de Barrow.

A tripulação abandonou o navio temporariamente em busca de abrigo contra o frio extremo. O navio se libertou “sozinho” do gelo uma semana depois, em 8 de outubro e a tripulação voltou somente para ficar presa novamente em 15 de outubro. Alguns membros da tripulação construíram um abrigo improvisado a uma certa distância do navio com a intenção de voltar eventualmente e continuar viagem assim que possível.

Em 24 de novembro, uma tempestade atingiu a região. Em seguida a tripulação descobriu que Baychimo havia desaparecido, supostamente afundado na tempestade. Vários dias depois um caçador havia informado ter avistado o navio perto de seu acampamento e a equipe conseguiu recuperar a preciosa carga e abandonou o navio em seguida.

Nas próximas quatro décadas houve vários relatos de pessoas que avistaram o navio ao longo da costa do Canadá. Sua última aparição confirmada ocorreu em 1969, quase 40 anos depois de ter sido abandonado preso em um bloco de gelo.Em 2006, o governo do Alasca iniciou uma operação para localizar o navio fantasma do Ártico, porém até hoje nada foi encontrado, preso no gelo flutuando ou no fundo do oceano, o destino de Baychimo até hoje permanece um mistério. Curioso né?

Fonte

 

Deixe uma resposta